Em: Notícias CDLNITEROI

Ação do Fisco e o cruzamento de dados

O valor das autuações feitas pelo Fisco em 2011 registrou um aumento de 21,2%, batendo o recorde histórico de R$ 109 bilhões. O consenso entre os especialistas indica que esse valor deverá aumentar ainda mais, como decorrência da própria evolução do projeto SPED Sistema Público de Escrituração Digital), que possibilita o cruzamento eletrônico instantâneo de todo o histórico fiscal das empresas brasileiras. O grande risco nestes casos, é que à medida que o projeto evolui, o contribuinte fica mais exposto e parece ainda não se preocupar com isso.

Uma prova de que o cruzamento estratégico das informações entregues ao Fisco já está sendo feito, é que apesar do valor das autuações ter aumentado em 2011, o número de ações de fiscalização recuou 25%, para 407 mil. A eficiência dessas operações deverá aumentar ainda mais por conta dos investimentos do Governo em tecnologias analíticas. Isso, além da própria maturidade do projeto SPED, que em 2013 deverá contemplar no formato digital, cerca de 95% de todas as obrigações exigentes.

Diante desse cenário, a prevenção toma-se a melhor ferramenta disponível no mercado e projetos de consultoria e auditoria ganham um espaço cada vez mais vital para o negócio. É importante lembrar que quanto antes as empresas tiverem a garantia da qualidade de seus dados, menor será sua exposição a multas. Para isso, não há outro caminho senão revisitar processos e cruzar os próprios dados, antes que o Fisco o faça.

Por Ulisses Brondi
Publicado originalmente no jornal
“JORNAL DO COMMERCIO”.