Em: Notícias CDLNITEROI

Apenas 8,6% pretendem tomar crédito

O indicador mostra que apenas 8,6% dos micro e pequenos empresários das capitais e do interior do Brasil demonstram a intenção de contrair crédito nos próximos 90 dias. Entre as principais finalidades, a formação de capital giro aparece em primeiro lugar, com 56,6% de respostas – em maio o percentual estava em 36,7%.

 

Outras intenções também mencionadas pelos empresários que estão dispostos a demandar crédito são obter recursos para o pagamento de dívidas (30,4%) – frente à 26,7% observado em maio –, comprar insumos e aumentar o estoque (27,5%), comprar equipamentos e maquinário (23,25) e reformar a empresa (21,7%).

 

“Chama a atenção o número crescente de empresários que admitem assumir novas dívidas para saldar as mais antigas ou a tomar crédito para formar capital de giro. Trata-se de um sinal claro da dificuldade financeira que parte considerável dos empresários está sentindo para honrar seus compromissos e pagar despesas correntes”, afirma a economista.