Em: Notícias CDLNITEROI

Classe ‘C’ está mudando o perfil com rapidez

De acordo com pesquisa da Fecomércio o Brasil deve adicionar ao Produto Interno Bruto (PIB), até o ano de 2020, cerca de 2 trilhões de reais, sendo que destes, 1,4 trilhões serão provenientes do consumo familiar, com mais da metade oriundo da classe C. Em levantamento específico, as famílias desse setor apresentam um rendimento mensal entre R$1.400 e R$ 7 mil.

Segundo o Economista da Fecomércio, Fábio Pena, o crescimento nas despesas da classe C ocorrerá, principalmente em serviços, de acordo com o que já vem sendo notado no País. Para Fábio, o setor vem mostrando evolução, com forte impacto no varejo e uma renda familiar mensal da ordem de R$ 2.900, lembrando que o perfil da categoria está mudando com rapidez.

O crescimento se dá também pelo crescimento, em números, da Classe C. Segundo pesquisa da FGV (Fundação Getúlio Vargas), 39,5 milhões de pessoas passaram a integrar o grupo do início de 2003 até maio de 2011. O crescimento de 46,57% em relação ao período anterior gera oportunidades de negócios para todo tipo de empresas