Em: Notícias CDLNITEROI

CNDL: Governo não fez o dever de casa

Em nota oficial a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) afirmaram acreditar que apesar do aumento da taxa básica de juros (Selic) ter sido pequeno (0,25%), a decisão poderia ter sido postergada para o próximo mês. Para isso, acreditam os órgãos, o governo deveria adotar medidas de austeridade visando reduzir os gastos públicos.

Para o presidente da CNDL, Roque Pellizzaro Junior, o governo deveria sacrificar-se para enxugar as despesas públicas para controlar a inflação. “Aumentar os juros é um remédio que deve ser usado somente em último caso, porque tem efeitos colaterais amargos: reduz o consumo, diminui os investimentos e piora a situação das famílias endividadas. É um sinal de que o governo não quer fazer seu dever de casa”, disse Pellizzaro Junior.