Em: Notícias CDLNITEROI | Slideshow

Copom eleva taxa Selic para 7,50% ao ano

Gráfico feito pelo site G1

Buscando conter a inflação elevada o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central decidiu elevar a taxa Selic de 7,25% para 7,50% ao ano. Este é o primeiro aumento da taxa de juros desde julho de 2011, quando houve um aumento de 12,25% para 12,5%. A taxa de juros estava em seu menor patamar na história.

Esta decisão já era esperada por especialistas e analistas de mercado que veem na alta de juros uma tentativa do Banco Central de frear o aumento da inflação que estourou o teto da meta fixado pelo governo.

“O Comitê avalia que o nível elevado da inflação e a dispersão de aumentos de preços, entre outros fatores, contribuem para que a inflação mostre resistência e ensejam uma resposta da política monetária. Por outro lado, o Copom pondera que incertezas internas e, principalmente, externas cercam o cenário prospectivo para a inflação e recomendam que a política monetária seja administrada com cautela”, disse o Banco Central em nota oficial divulgada após a decisão do aumento da taxa Selic.

Esta é a primeira vez que os juros sobem em quase dois anos e mesmo que já esperado, a incerteza se dava pelo tamanho do aumento da taxa de juros. Alguns analistas acreditavam que o banco Central poderia subir a taxa em 0,5%, criando assim um ciclo de alta curto, porém forte. A ideia agora é ter um espaço mais longo, com quatro aumentos de 0,25 ponto.

O aumento da taxa de juros ocorre no momento em que o temor de descontrole da inflação em 2013 vem aumentando. Na última semana, conforme noticiado pela CDL Niterói, o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) divulgou que o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) acumula alta de 6,59% em 12 meses até março, acima do teto da meta de inflação estabelecida pelo BC para o ano.

VEJA MAIS + A repercussão da alta da taxa de juros