Em: Notícias CDLNITEROI | Slideshow

Empreendedores Individuais têm mais vantagens

Empreendedores individuais (EI) aumenta o volume de quem vende para pessoas jurídicas em 78% depois se formalizarem. A formalização garante aumento nas vendas dos trabalhadores por conta própria. A pesquisa foi feita pela Pesquisa feita pelo Sebrae com empreendedores individuais. Os profissionais que realizam negócios com o governo tiveram crescimento de 66%, o que se deve à possibilidade de emitirem nota fiscal, elevando a demanda de seus produtos pelo governo e por outras empresas.

Com isso, mesmo os EI que comercializam para pessoas físicas também cresceram com o aumento das vendas. No total são 2,2 milhões de empreendedores formalizados desde meados de 2009. O Sebrae tem como desafio desenvolver a atividade dos EI para trabalhar junto às instituições financeiras, a fim de elevar a oferta de crédito para a categoria, capacitar os empreendedores na formação dos preços de seus produtos e serviços visando a negociação com os fornecedores. Os empreendedores que se formalizam, passam a emitir nota fiscal, além de contar com benefícios da Previdência Social, entre outras vantagens.

Para se formalizar, o profissional deve faturar até R$ 60 mil por ano. Além de aumentar as vendas, a formalização facilita o acesso dos EI às instituições financeiras. Segundo os empreendedores ouvidos pelos pesquisadores, a abertura de uma conta bancária permite que o estabelecimento aceite pagamentos com cartão de crédito, abre as portas para a obtenção de financiamentos e empréstimos e permite a emissão de boletos para cobranças.