Em: Notícias CDLNITEROI

Encontro para discutir segurança em Niterói acontece na CDL Niterói

A Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Niterói reuniu população, entidades do comércio e autoridades policiais na quinta-feira, dia 25/06, para uma audiência pública que discutiu a segurança na cidade. Na ocasião, população e representantes de entidades puderam fazer perguntas às autoridades policiais. O tema principal do encontro foi a carência de efetivo policial nas delegacias e no 12º BPM. 
 
 De acordo com o diretor do 4º Comando de Policiamento de Área (CPA), delegado Sérgio Caldas, Niterói precisa de, pelo menos, 48 policiais civis para atingir o efetivo mínimo exigido por decreto.  “Os delegados da região estão trabalhando de forma intensiva para atender às demandas da cidade. Para prestar um serviço melhor à população, nós já dividimos os registros de flagrantes para duas delegacias – 77ª DP e 78ª DP – , em vez de apenas uma, como acontecia no passado. Agora, a 76ª também realizará esses registros em alguns dias da semana. Essa foi a forma que encontramos para desafogar os policiais dessas unidades, para que possam se dedicar melhor ao trabalho de investigação”, explicou. 
 
O presidente do Conselho Comunitário de Segurança de Niterói, Moacyr Chagas de Souza, ressaltou que um relatório do conselho mostrou recentemente que o efetivo da polícia militar na cidade é menor do que mostra o número oficial.  “O número oficial é de 1054 policiais, mas 120 estão atuando em Maricá e outros 15% estão em serviços administrativos. Temos um número muito reduzido atuando no policiamento ostensivo da cidade”, destacou.      
 
 O comandante Gilson Chagas falou sobre a parceria com as policias rodoviárias para impedir a entrada de armas e drogas na cidade e pediu para que a sociedade discuta temas como  a internação compulsória de menores e, também, de maiores dependentes químicos, que segundo ele, tornam-se incapazes de responder pelos seus atos. 
 
 O encontro também contou com representantes das cinco delegacias da cidade e da Comissão de Segurança da Câmara Municipal.