Em: Notícias CDLNITEROI | Slideshow

Inadimplência do consumidor cresce 13% em novembro

A inadimplência do consumidor aumentou 13% em novembro, na comparação com o mesmo mês de 2011, segundo aponta o levantamento da Serasa Experian, divulgado nesta quarta-feira (12). Já em relação a outubro, o indicador registrou queda de 0,1%. No acumulado do ano, de janeiro a novembro, a inadimplência do consumidor cresceu 15,1% de 2012 frente ao mesmo período de 2011.

As dívidas não bancárias (que inclui cartões de crédito, financeiras, lojas em geral e prestadoras de serviços, por exemplo), os protestos e os cheques sem fundos puxaram a queda do indicador, com variações negativas de 0,3%, 9,2% e 7,5%; Já as dívidas feitas com bancos tiveram alta de 1,6% e “contribuíram para que o índice não caísse ainda mais em novembro de 2012”.

O valor médio das dívidas com os bancos caiu 0,2% de janeiro a novembro de 2012, em comparação com o mesmo período do ano anterior. Já o valor médio das dívidas não bancárias, os títulos protestados e os cheques sem fundos tiveram alta de 2,6%, 6,5% e 12,3%, respectivamente.

Na avaliação da Serasa, a ligeira queda vista na comparação mensal demonstra que o patamar baixo da taxa de desemprego no país, os ganhos salariais acima da inflação na maioria das categorias profissionais e as reduções das taxas de juros têm proporcionado um cenário de inadimplência mais favorável neste segundo semestre.