Em: Notícias CDLNITEROI

Índice da construção tem queda em agosto, mas indica crise diminuindo

Indicador do nível de atividade continuou indicando retração em agosto. Mas ritmo de queda tem recuado, o que denota que a crise está diminuindo.

 O indicador de atividade da construção civil somou 41,8 pontos em agosto deste ano, com queda de 0,5 ponto percentual em relação ao mês anterior, informou a Confederação Nacional da Indústria (CNI) nesta sexta-feira (23), após pesquisa com 595 empresas do setor entre 1º a 14 de setembro.

O índice de atividadeaumento-da-construcao-civil e de emprego variam de zero a 100 pontos, sendo que somente valores maiores que 50 indicam crescimento.

“Apesar da queda [de julho para agosto], o indicador [de atividade] acumula alta de 8,5 pontos no ano, o que indica redução do ritmo de queda da atividade”, acrescentou a CNI. Ainda de acordo com a entidade, o nível de atividade está abaixo do usual desde maio de 2012.

O índice de emprego no setor, por sua vez, permaneceu praticamente estável, em 39,6 pontos, na passagem de julho para agosto, e acumula um aumento de 6,6 pontos neste ano, acrescentou a entidade.

“Contudo, há sinais de que a crise está diminuindo. A queda do nível de atividade e do número de empregados tem sido menor que a observada durante todo o ano de 2015 e os indicadores de expectativa têm apresentado um cenário menos adverso do que o esperado há alguns meses atrás”, informou a CNI.

Segundo a Confederação Nacional da Indústria, os empresários da construção civil ainda não se mostram “otimistas” como nas indústrias de transformação e extrativa, mas os indicadores de expectativa têm apresentado um cenário menos adverso do que o esperado há alguns meses atrás.

De acordo com a entidade, os índices de expectativa do nível de atividade e de novos empreendimentos e serviços passaram de 46,1 e 44,8 pontos em agosto para 46,9 e 45,5 pontos em setembro, respectivamente, informou a CNI.

Fonte:G1