Em: Notícias CDLNITEROI | Slideshow

Internacionalização de MPE é realidade

O comércio exterior, há muitos anos, já faz parte da realidade de milhares de MPE brasileiras. Somente em 2011, aproximadamente 50.000 delas exportaram e – principalmente – importaram aproveitando as oportunidades e também graças à valorização do real frente às moedas estrangeiras.

Basta olhar ao redor para perceber que diversos produtos importados já fazem parte do dia a dia dos brasileiros como roupas, alimentos, celulares e computadores, entre outros. Por outro lado, não só exportamos cachaça, biquínis e móveis, mas também softwares para celulares e robôs para inspeção em plataforma de petróleo. Tal movimento não é moda: ele chegou para ficar. Reflexos de um mundo cada vez mais internacionalizado.

No Regime Simplificado empresas podem exportar até US$ 300.000,00 e importar até US$ 150.000,00 por semestre. O processo para registro no Siscomex leva apenas alguns dias.

Grande parte deste resultado é possível graças à flexibilização e normatização iniciada pelo governo a partir do início dos anos 2000 possibilitando o acesso ao comércio exterior para MPE sem necessidade de grande capital e pouquíssima burocracia. Prova disso é a IN RFB 650/06 que criou uma facilidade para o registro de empresas no SISCOMEX – Sistema Integrado de Comércio Exterior. No Regime Simplificado empresas podem exportar até o equivalente a US$ 300,000.00 (trezentos mil dólares americanos) e importar até US$ 150,000.00 (cento e cinquenta mil dólares americanos) por semestre. O processo todo, desde a obtenção de um certificado digital (e-cpf), até o registro da empresa no Siscomex leva apenas alguns dias.

Aproveitamento de vantagens tributárias, ampliação de mercados, diminuição da dependência do mercado interno, melhoria nos processos internos e na qualidade de produtos e serviços exportados e importados são alguns dos benefícios experimentados por milhares de empresas que já descobriram no comércio exterior uma fonte de oportunidades comerciais crescente.

Entretanto, apesar de todas as vantagens apenas 1% do valor exportado e importado pelo Brasil cabe às MPE, sendo que em países mais desenvolvidos este percentual chega a 50%. A internacionalização de MPE é uma realidade com crescimento mais do que certo para os próximos anos e as oportunidades são únicas. Petróleo, Copa 2014, Olimpíadas 2016 e aumento da renda per capta do brasileiro são desafios e oportunidades que estão batendo em nossa porta. É um caminho sem volta, felizmente! E você, o que você está esperando para internacionalizar sua empresa?

Quer mais informações? Entre em contato conosco através dos dados abaixo e seja bem-vindo a um novo mundo de negócios!

 

Por Jorge Elias Milhem
Consultor de Comércio Exterior / CDL-Niteroi
jorge@icontrade.com.br / www.icontrade.com.br