Em: Notícias CDLNITEROI

Meio eletrônico de pagamento sobe 14% em 2011, diz Banco Central

O uso de meios eletrônicos de pagamento de varejo cresceu 14% em 2011, segundo dados divulgados pelo Banco Central. A alta é resultado, segundo o BC, da “forte influência” das transações com cartões de crédito e de débito, cujo uso avançou 16,8% no ano passado. Ao mesmo tempo, recuou em cerca de 5% o uso de cheques no período.

“Desse modo, continua em marcha a substituição dos cheques de baixo valor pelos instrumentos eletrônicos, principalmente os cartões de pagamento”, informou a instituição.

O percentual da participação das operações de débito direto (débito automático) no mercado de pagamentos de varejo, excluindo aquelas em que as instituições financeiras são as beneficiárias, vem se mantendo estável em torno de 4%, em termos de quantidade.

“Embora a troca de informações entre bancos e empresas seja padronizada, as regras entre clientes (pagadores e beneficiários) e respectivos bancos contratados não são uniformes, dificultando a prestação do serviço, que no Brasil ocorre apenas na modalidade intrabancária, exigindo que um prestador de serviços firme contratos com diversas instituições financeiras para alcançar a capilaridade no atendimento aos consumidores”, explicou o BC.

Quanto ao uso dos canais de atendimento, em 2011, 63% das transações bancárias foram efetuadas por meio dos canais eletrônicos (internet banking – 36%; terminal de auto-atendimento – 26% e celulares e PDAs – 0,6%), uma pequena variação na comparação com os 62% observados em 2010.