Em: Notícias CDLNITEROI | Slideshow

Mil novos empresários evidenciam crescimento econômico de Niterói

Niterói tem mostrado sua vocação para empreender. Os números mostram o crescimento da cidade nas atividades de comércio e serviço, além da chegada de grandes empresas de prestação de serviço, como a finlandesa Wärtsilä e a inglesa Wellstream na indústria naval, do estaleiro Brasa, que gerou mais de dois mil empregos, e das lojas famosas na expansão do Plaza Shopping.

“Este ano nós tivemos o registro de mais de mil novos empreendedores em Niterói”, comemora Fabiano Gonçalves, presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Niterói e secretário municipal de Desenvolvimento Econômico.

A cidade deu um grande avanço na noite de terça-feira (19) com a implementação da Lei Geral das Microempresas. Para Fabiano Gonçalves, a nova legislação vai atrair mais empresas para Niterói, inclusive de órgãos públicos, e terá o benefício do desempate como critério de preferência na contratação realizada pela Administração Pública.

Fabiano participou do Seminário “Niterói no Futuro” na Universidade Candido Mendes, ao lado do comandante do 4º CPA, coronel Wolney Dias, e o prefeito Rodrigo Neves. “Foi ótimo, pois conseguimos aproximar a sociedade civil e a universidade das ações do governo municipal. Quem estava presente pôde perguntar e tirar dúvidas sobre as metas e os projetos nos quais Rodrigo Neves está direcionado”, analisou .

No evento, o secretário falou da potencialidade empreendedora de Niterói, mostrou números que revelam o perfil do niteroiense e incentivou os alunos a pensar em novos empreendimentos e geração de empregos.

“Niterói é uma cidade de médio porte, mas por onde circulam mais de 80 mil pessoas por dia. Temos uma renda per capita de cerca de R$ 2 mil, somos a sétima colocada no Índice de Desenvolvimento Urbano no Brasil e ainda temos a maior população de classe A e B do país, em porcentagem”, ressalta.

Por Alexandre Brasil, Folha de Niterói