Em: Notícias CDLNITEROI

Niterói com nova Central de Monitoramento

A central de monitoramento de Niterói estava desativada há aproximadamente três anos. O primeiro plano da secretaria de segurança era reestruturar o local onde são feitos os monitoramentos, que estavam em estado crítico e sem o funcionamento das dezenove câmeras de segurança que existiam. O objetivo no primeiro momento que foi colocado em prática foi à ativação de câmeras no centro de Niterói, que recebe uma maior movimentação, devido à quantidade de bancos, empresas, comércios, terminal rodoviário e barcas.

Coronel Ruy França na Central de Monitoramento.

O secretário de segurança Coronel Ruy França, atua junto com a empresa Keep Tech, responsável por toda instalação e manutenção das câmeras. No total são 52 no centro mais oito na central, ou seja, 60 câmeras em funcionamento. Ter a estrutura do local adequada com extrema segurança foi o foco principal para o andamento do projeto. Em parceria com secretaria de acessibilidade, sempre há no local um representante para assessorar no monitoramento.

O secretário de segurança do estado Mariano Beltrano, visitou o local e vê uma possibilidade de parceria com a secretaria de segurança do estado para fazer um trabalho em conjunto. Um grande investimento está sendo feito afim de uma garantia maior com ações da policia militar e civil. No 2° semestre o objetivo é expandir todo o sistema para outros bairros e poder destinar essas câmeras para monitorar fraudes em avenidas e ruas com maior importância na cidade em tempo real e ter uma intervenção mais rápida. A Nittrans também está atuando com um funcionário direto para obter respostas mais rápidas em relação ao trânsito, assim como bombeiros civis, militares e guardas.

Deve ser realizada uma expansão com mais 100 câmeras, que deverão usufruir de radio freqüência, para chegar aos locais de difícil acesso e beneficiar a população com maior. A visualização das imagens só é realizada através de um pedido judicial. Seis motos já foram adquiridas para melhores respostas e solucionar os problemas mais rápidos.

As ruas monitoradas atualmente são: Marechal Deodoro, são João, rio brando, terminal e barcas, Amaral Peixoto, Visconde do Uruguai, marques do Paraná. A parceria é fechar com as instituições e fazer com que as câmeras privadas de empresas se tornem fonte de segurança para o monitoramento. Para ampliar o sistema com um maior numero de câmeras, integrar e ter mais locais monitorados.