Em: Notícias CDLNITEROI

Pelo crescimento de Niterói

O ano de 2016 não foi fácil economicamente para algumas cidades do país. Acompanhamos, quase que diariamente, por meio dos noticiários, informações sobre empresas que encerraram as suas atividades, tendo como consequência um rastro de desemprego sem igual. Já para outros, o sonho de abrir o próprio negócio, ficou “engavetado”. Um ano, sem dúvida, muito difícil para o comércio.

Mas, diferente de alguns municípios, Niterói se sobressaiu e, mostrou, através de dados, que quando há um governo empenhado, os resultados podem ser diferentes e bastante positivos. Nós, que fazemos parte do segmento lojista, ficamos muito felizes pelo resultado que tivemos. De janeiro a outubro, foram abertas 2.100 empresas em nossa cidade contra 2.098 em relação ao mesmo período do ano passado.

Isso evidenciou que, apesar de toda a crise, a cidade mantém o seu crescimento. E isso, é motivo de orgulho. E, crescimento mesmo, no sentido mais amplo da palavra. Haja vista, a implantação da Casa do Empreendedor que fez muitas pessoas acreditarem que mesmo em meio a todo esse “caos econômico”, é possível tornar um sonho realidade. Os números também mostram isso.

A abertura de negócios do micro-empreendedor individual teve um aumento de 6,5%. Enquanto ano passado foram abertas 4.353, esse ano o número avançou e chegou à margem de 4.637. Sem falar, aqui, o número de alvarás emitidos correspondente ao mês de janeiro a setembro. Mais uma vez, os dados mostraram um crescimento, saindo da casa de 4795 para 5050 no número de emissão.

Sendo assim, finalizo este artigo, voltando ponto central da questão aqui exposta. Niterói se sobressaiu nesses últimos anos. No entanto, para que ela continue crescendo só depende dos cidadãos niteroienses.  Então vamos continuar  a transformar nossa cidade no melhor lugar para se viver.

Vamos Juntos!

Joaquim Pinto

Presidente do Conselho Superior da CDL Niterói