Em: Notícias CDLNITEROI | Slideshow

Prefeito define Fabiano Gonçalves Secretário de Desenvolvimento Econômico

O prefeito eleito de Niterói, Rodrigo Neves, anunciou nesta quinta-feira, mais dois nomes do primeiro escalão de seu governo: o secretário de Desenvolvimento Econômico será Fabiano Gonçalves, presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Niterói (CDL). O futuro secretário de Habitação e Regularização Fundiária é Marcos Silva Linhares, 61 anos, funcionário aposentado da Caixa Econômica Federal.

Fabiano Gonçalves e Marcos Silva Linhares.

Rodrigo Neves elogiou o perfil dos seus mais novos colaboradores. “Marcos Linhares reúne a experiência que muito contribuirá para a implementação da política habitacional na cidade. Ele tem a minha confiança. O Marcos é um quadro de excelência, que irá agregar muito ao nosso governo. Vamos priorizar a questão habitacional em Niterói, especialmente o reassentamento de famílias em áreas de risco. Quero cumprir a meta de até 2016 entregar 5 mil unidades habitacionais, especialmente às famílias atingidas pela tragédia do Morro do Bumba. Este é o ponto de honra do meu governo. Vamos virar essa página triste”, afirmou Rodrigo.

O prefeito eleito enfatizou que pretende fazer uso dos recursos do Fundo de Habitação e Interesse Social para a consolidação das políticas habitacionais no município. “Tenho certeza de que vamos inaugurar um novo período. A prefeitura, em parceria com o Governo do Estado e com o Governo Federal, vai atuar forte nessa área”, garantiu.

Rodrigo Neves destacou ainda o perfil jovem, porém, não menos experiente do seu futuro secretário de Desenvolvimento Econômico, Fabiano Gonçalves. “Trata-se de um jovem preparado, que nos ajudará na retomada do desenvolvimento econômico”, ressaltou.

O futuro secretário de Desenvolvimento Econômico, Fabiano Gonçalves, se mostrou feliz com a escolha do seu nome. “Me sinto muito honrado pela oportunidade que o prefeito eleito está me concedendo. Este momento para mim é muito especial”, afirmou Fabiano, que fez um agradecimento especial ao deputado federal Sérgio Zveiter (PSD/RJ) pela indicação do seu nome.

Fabiano Gonçalves tem 38 anos, é casado, bacharel em Economia e pós-graduado em Engenharia Econômica. Ele teve uma passagem pelo mercado financeiro e hoje atua no comércio varejista de homeopatia e preside a Câmara de Dirigentes Lojistas de Niterói (CDL).

“Sei que o desafio é grande. Assim como eu, a população de Niterói está confiante que o governo do prefeito eleito Rodrigo Neves irá colocar Niterói no rumo do desenvolvimento econômico, da prosperidade. O nosso papel é o de buscar o desenvolvimento, fomentar a indústria naval”, antecipou Fabiano, enfatizando que hoje somente 10% dos trabalhadores que trabalham nos estaleiros são de Niterói. Ele disse ainda que pretende trabalhar para ampliar o número de escolas técnicas especializadas na formação de mão de obra para a indústria naval.

Meta é construir 5 mil unidades habitacionais

Construir 5 mil unidades habitacionais em Niterói e melhorar a qualidade de vida da população mais carente da cidade. Estas são as principais metas do futuro secretário municipal de Habitação e Regularização Fundiária, Marcos Linhares. Em entrevista a O FLUMINENSE logo depois de ter sido anunciado para o cargo, ele falou sobre os desafios e diretrizes da pasta.

“Essas casas serão construídas através do programa Minha Casa, Minha Vida e serão destinadas principalmente às pessoas que vivem em áreas de risco. Vamos fazer primeiro um levantamento de dados para saber como está a situação do município, mas a nossa intenção é que a construção dessas unidades tenha início no primeiro semestre de 2013”, afirmou Linhares, que retornará para o cargo do qual se afastou em abril para apoiar a candidatura do prefeito eleito, Rodrigo Neves.

Uma das dificuldades para essas construções, segundo o futuro secretário, se refere à topografia do município. “Estamos tratando de um terreno que não é plano, por isso há um custo alto de terraplanagem. No entanto, como a secretaria vai assumir o fundo de habitação, será possível fazer a terraplanagem para viabilizar essas construções. Essa prática, inclusive é apoiada pelo Ministério das Cidades”, disse Linhares ressaltando a importância das parcerias com a Caixa Econômica Federal, Governo Federal e Governo do Estado.

Mudanças

De acordo com o futuro secretário, a Secretaria de Habitação ganhará novas atribuições. “A estrutura estava muito acanhada, estava difícil de trabalhar, o prefeito eleito decidiu que a pasta também ficará responsável pela regularização fundiária no município”, adiantou.

Linhares também contou que pretende retomar projetos como a construção de unidades habitacionais em locais como Caramujo, Jacaré, Bairro de Fátima e Engenho do Mato. “Deixei esses projetos em andamento, como prioridade, em especial na Região Norte, que foi a região que mais sofreu com as chuvas. Pretendo retomar, mas preciso saber como esses projetos estão.”

Marcos Silva Linhares, de 61 anos, é funcionário aposentado da Caixa Econômica Federal. Formado em Ciências Contábeis e pós-graduado em Marketing pela FGV e em Gestão Pública pela Universidade de Santa Catarina, foi secretário de Habitação de Niterói até abril desse ano, quando entregou o cargo para apoiar o PT.

Fonte: Jornal O Fluminense