Em: Notícias CDLNITEROI

Que cidade queremos?

O 2º turno das Eleições Municipais de 2016 se aproximam e os cidadãos vivem a expectativa de eleger o candidato que durante o seu período pré-eleitoral apresentou a melhor proposta para o futuro das cidades. Bem, pelo menos isso é que se espera quando o que está em jogo é o progresso de uma cidade.

Contudo, o que temos visto são manobras indevidas onde alguns candidatos, por se sentirem ameaçados, não medem esforços a vida dos seus adversários políticos em uma verdadeira batalha. E para sair vitorioso, vale de tudo, até a mudança do foco por meio de boatos, muitas vezes infundados e sem comprovação.

Guerras e boatos infundados à parte. Nós, que alavancamos e fazemos girar os setores turísticos e econômicos, através do nosso comércio, queremos saber quais são as propostas de cada candidato para impulsionar o desenvolvimento de Niterói. E não é somente isso, queremos também tomar conhecimento sobre o que será feito para melhorar a segurança, saúde, educação e o turismo.

A Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Niterói acredita na melhoria da cidade nesses últimos anos, mas para dar continuidade ao trabalho, precisamos ter uma gestão que busque, ao lado da população, transformar nossa cidade no melhor lugar para se viver e ser feliz. E sabemos que no cenário de hoje,  essa não será uma tarefa fácil! E a de projetos mirabolantes e com custos elevados não é o melhor caminho a seguir.

O melhor, principalmente quando se fala em gerir uma cidade, é preciso não ser hipócrita e ter consciência de que o povo não se engana com promessas que estão longe de ser cumpridas. Niterói vive atualmente uma posição invejável diante do Estado e porque não dizer do país. Afinal somos um município com salários em dia, fornecedores devidamente pagos e, ainda, conseguimos investir na infraestrutura.

O cidadão niteroiense se orgulha desse panorama e deseja manter este padrão. Não queremos regredir. Vamos lutar para viver em uma cidade melhor. E nessa batalha, a nossa melhor arma é o nosso voto. Então temos o dever de votar com consciência. Manter o que temos hoje depende de nossa decisão no dia 30 de outubro. Esse é o pensamento que nos faz refletir nessa eleição.

Vamos juntos!

Joaquim Pinto

Presidente do Conselho Superior da CDL Niterói